Low poo e no poo no cabelo? Entenda como eles podem ajudar!

low poo e no poo

Você sente seus cabelos ressecados e sem vida e gostaria de fazer algo para mudar isso? Nesse caso, as técnicas de low poo e no poo podem ser uma boa forma de recuperar a maciez e a hidratação perdidas.

Mas, afinal, o que são essas técnicas, por que se tornaram tão populares e qual a diferença entre elas? Neste post, explicamos tudo o que você precisa saber antes de optar por algum dos métodos. Bateu a curiosidade? Então confira a seguir!

Em que consistem as técnicas?

As técnicas de no e low poo são métodos de limpeza dos cabelos que visam realizar a higienização de forma mais natural, sem agressões químicas decorrentes do uso de surfactantes fortes. São bastante utilizadas por cacheadas e crespas, já que esse tipo de cabelo é naturalmente mais ressecado e sofre mais com a ação dos shampoos tradicionais.

Assim, as técnicas buscam uma forma de limpeza mais suave, mantendo a hidratação dos cabelos e minimizando o risco de alergias. Apesar de parecidos, os dois métodos diferem em relação às substâncias liberadas e proibidas. A seguir, explicamos melhor sobre essas restrições.

Low poo

A técnica de low poo, ou pouco shampoo, utiliza limpadores com sulfatos leves e outros agentes de limpeza em sua fórmula, como a Cocamidopropyl Betaine.

Esse método é mais flexível do que o no poo. No entanto é importante entender que os shampoos com sulfato leve não têm força o suficiente para limpar os fios de substâncias derivadas de petróleo, como a parafina líquida e o óleo mineral. Portanto não utilize produtos que contenham petrolatos em suas fórmulas.

No poo

Diferentemente da técnica anterior, o no poo não aceita nenhum tipo de sulfato na lavagem. Assim, é utilizada a técnica de co-wash, que consiste em lavar os cabelos usando apenas o condicionador ou um creme multifuncional.

Quem quer aderir ao no poo deve ficar ainda mais atento aos rótulos, porque na técnica também são proibidos produtos que contenham petrolatos e silicones. Evitando esse tipo de componente, que tem efeito cumulativo no fio, é possível fazer uma limpeza efetiva, mesmo sem usar shampoo nas lavagens.

Quais as vantagens de aderir ao low poo e no poo?

Apostar nessas técnicas de higienização pode ser uma excelente ideia e trazer diversos benefícios para seu cabelo. O principal deles é no que diz respeito à hidratação. Shampoos tradicionais, além de limpar os fios, também retiram a oleosidade natural.

Em fios lisos, essa limpeza excessiva pode ser responsável pelo efeito rebote, aumentando ainda mais a oleosidade. Já em fios cacheados ou crespos, a consequência é um ressecamento ainda maior nas madeixas.

Além disso, as técnicas também garantem maior definição dos cachos, mais brilho e recuperação de fios danificados e quebradiços. Isso porque, sem o uso dos petrolatos, que formam uma camada protetora, os cabelos ficam mais livres para receber tratamentos, permitindo que eles ajam profundamente.

Se você quer começar às técnicas de low poo e no poo e fazer essa transição, a dica é observar os rótulos com atenção para entender quais produtos pode ou não utilizar. Além disso, é importante realizar uma última lavagem com sulfato forte, para retirar quaisquer resíduos de petrolatos que ainda possam estar presentes nos fios. Só então é possível iniciar as técnicas.

Agora que você entendeu melhor como funcionam as técnicas de low poo e no poo, confira também quais os cuidados essenciais com seu cabelo no inverno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *