Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type
Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type
Menu

Manicure e pedicure: contratar ou terceirizar o serviço?

As manicures e pedicures são, indiscutivelmente, as profissionais mais procuradas em um salão de beleza.

Ter uma especialista em unhas é garantia certa de uma clientela fiel e satisfeita, mas encontrar uma boa profissional nesse segmento pode não ser uma tarefa tão fácil, e mantê-la em seu salão pode ser ainda mais complicado.

Para evitar futuros problemas com manicure e pedicure, o ideal é deixar claros os direitos e deveres logo na hora da contratação. Mas, afinal, é melhor contratar ou terceirizar manicure e pedicure em seu salão?

Contrato com vínculo empregatício

Certamente, esse não é o mais comum dos regimes de trabalho para os profissionais do setor da beleza no país. Estima-se haver menos de 70 mil funcionários registrados no regime de CLT nessa área, contra os quase dois milhões que atuam no mercado.

Nesse regime, manicure e pedicure passam a ser funcionárias do salão pelo registro em carteira de trabalho, com direito a salário fixo e recolhimento dos encargos trabalhistas por parte do empregador.

Mesmo com o regime de CLT, nada impede que o salão forneça ainda outros benefícios como forma de manter bons funcionários em seu quadro, como cestas básicas e comissões por serviços ou venda de determinados produtos, por exemplo.

manicure e pedicure

Contrato de parceria

Em janeiro de 2017, entrou em vigor uma lei que possibilita aos salões firmar contratos de trabalho com profissionais do setor de beleza por meio de parcerias, sem a configuração de vínculo empregatício.

A partir desse projeto, ficou definido que o salão pode optar por não aderir ao regime da CLT, pagando ao profissional uma comissão — chamada pela lei de “cota-parte” —  pela prestação de seus serviços. Já o percentual que fica com o estabelecimento é referente às despesas de funcionamento do local, como infraestrutura e materiais utilizados.

Além do mais, o contrato precisa ser oficializado, deixando claros os pontos a seguir.

Tributações e arrecadações

Manicures e pedicures podem aderir ao regime Simples ou ao regime especial de tributação como microempreendedores individuais (MEI). Contudo, vale ressaltar que o salão parceiro — título recebido pela nova lei — é o responsável pelo recolhimento dos impostos e contribuições previdenciárias devidos pelo profissional parceiro.

Assim, para os casos em que manicure e pedicure optem pelo MEI, cabe ao salão parceiro recolher o valor de R$ 51,85 por meio do DAS-MEI (Documento de Arrecadação Simplificada), sendo R$ 46,85 referentes ao INSS e R$ 5,00 devidos ao ISS.

Se a opção da especialista em unhas for pelo Simples, é necessário o auxílio de um contador para realizar os cálculos conforme a tabela nacional, iniciando em 6% do faturamento da profissional, além da tributação do INSS de, no mínimo, 11% em cima do salário mínimo vigente.

Percentual sobre serviços

Esse valor varia muito, dependendo do tipo de negociação realizada entre ambas as partes, podendo, por exemplo, um salão ficar com apenas 30% do valor do serviço nos casos em que o responsável pelos materiais utilizados no atendimento for o profissional.

Há casos em que o valor é dividido igualitariamente, 50% para cada, ou outros, em que o salão fica com 60% a 70% do percentual por ser o fornecedor de materiais, infraestrutura e clientela.

Condições e prazos de pagamento

forma de pagamento, bem como a data em que será feito (semanal, quinzenal ou mensal) também deve ser firmada entre as partes e constar no contrato.

Direitos e deveres

É preciso registar quem fornecerá os materiais e equipamentos necessários para o atendimento, bem como as responsabilidades com conservação, manutenção e higiene deles. Também deve ser definido como se dará a circulação e a apresentação do profissional parceiro no salão.

Antes de decidir qual forma de contratação é melhor para o seu negócio, avalie as suas necessidades: para você, é melhor um profissional com horário fixo e bem definido ou não se incomoda de ter um parceiro que comanda a própria agenda?

Avalie, ainda, a possibilidade de oferecer bons salários ou boas comissões e, se possível, forneça alguns benefícios. Isso fará com que você tenha fiéis e boas manicure e pedicure na sua equipe e uma clientela sempre satisfeita.

Quer mais dicas para gerenciar a equipe e administrar o seu salão? Assine a nossa newsletter e esteja sempre bem informada!

manicure e pedicure

7 respostas

    1. Olá Lenilda, tudo bem?
      Muito obrigada! Fico feliz que tenha gostado. Continue nos acompanhando, semanalmente temos posts aqui no blog, e diariamente em nossas redes sociais.

      Acesse nossa loja: http://www.lmgomes.com.br
      Telefone: (11) 2268-4484
      WhatsApp: (11) 97708-4617

      Qualquer dúvida é só perguntar ?

    1. Olá Adriana, tudo bem?
      A melhor forma de verificar a emissão de nota, seria com a contabilidade do Salão. Eles vão saber explicar melhor como funciona de acordo com o faturamento do salão.

      Acesse nossa loja: http://www.lmgomes.com.br
      Telefone: (11) 2268-4484
      WhatsApp: (11) 97708-4617

      Qualquer dúvida é só perguntar ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *