Veja como e quando usar água de colônia e arrase

água de colônia

O olfato é um sentido incrível que pode mudar o humor das pessoas. Imagine que você está andando da rua e sente o cheiro que evoca boas lembranças que você tenha de algum momento especial. Isso transforma o dia, não é mesmo? Assim para manter-se com um cheiro agradável e suave ao longo do dia, o uso de água-de-colônia é o mais indicado.

É comum que se tenha confusão entre perfume, água-de-colônia, eau de parfum e outros produtos na hora da compra. No entanto, é preciso conhecer a finalidade de cada, pois é bem desagradável esbarrar com alguém com uma fragrância logo pela manhã, certo? Por isso, conhecer as diferenças e cada categoria é fundamental para não errar na escolha.

Acompanhe este miniguia de como você deve usar a água-de-colônia para não se confundir mais e arrasar!

1. O que é água-de-colônia?

As perfumarias contam com uma série de ingredientes e fórmulas para a produção de fragrâncias. Cada uma delas tem características únicas, sejam elas mais fortes, mais fracas, com tons mais amadeirados, cítricos e muitas outras possibilidades. Os aromas também podem ser mais intensos e que durem muito tempo na pele, ou mais suaves e que não duram tanto tempo assim.

Dependendo do tipo de uso, o horário ou tipo de ocasião, há um tipo de perfume específico que poderá ser usado, Por exemplo, um eau de parfum não é o mais recomendado para uma reunião às 9h, já que tem uma fragrância forte. No entanto, a água-de-colônia seria o ideal, já que é mais leve e perfuma sem exagero.

As águas-de-colônia são perfumes mais suaves perfeitos para serem aplicados durante o dia, pois têm o aroma mais delicado. Elas também deixam uma sensação de frescor e uma sensação de limpeza mais prolongada após o banho, o que combina com o clima mais quente do país.

A fórmula

Por ser uma espécie de aromatizador pessoal que entrega uma fragrância mais suave, a sua fórmula é diferente de outros aromatizadores. Isso acontece porque sua concentração de essência fica em torno de 5%, considerada baixa e que permanece na pele por até 5 horas. Isso significa que mesmo que você exagere na quantidade, não ficará um aroma sufocante, mesmo que isso ocorra nos dias mais quentes e de maior transpiração.

As fragrâncias

Os cheiros mais suaves e para o dia a dia são o grande destaque das colônias. Por serem usadas em abundância e precisarem ser aplicadas novamente durante o dia, é comum encontrar o produto em frascos grandes, diferentemente dos perfumes que tem maior concentração de aroma. A água-de-colônia costuma ter uma estrutura aromática de cheiro mais cítrico ou floral, o que confere a sensação de frescor tão conhecida do líquido.

Contudo, é importante encontrar uma colônia que tenha uma fragrância que combine com você, já que o cheiro também transparece nossas personalidades e quem nós somos. Em estudos de aromaterapia fica bem claro como os aromas influenciam na beleza e bem-estar

2. Quando a água-de-colônia surgiu?

Desde pequenos temos contato com uma infinidade de cheiros, alguns são muito gostosos e nos dão sensações maravilhosas, enquanto outros odores são repugnantes. Todos passam por essas experiências durante toda a vida, mas uma pessoa em especial dedicou trabalhar para guardar esses aromas e utilizá-los para ter o cheiro mais agradável durante o dia. Assim, surgiu a primeira água-de-colônia.

A história dos aromas

As sensações entregues pelas essências agradáveis remontam a milênios da história humana. Na antiguidade, os aromas já eram apreciados e utilizados em diversos contextos. Um exemplo disso é que os membros da elite egípcia perfumavam-se em momentos especiais, como nos sepultamentos.

Com o passar dos séculos, a botânica e estudos químicos que usavam técnicas para extrair de aromas se popularizou ainda mais. Assim, esse trabalho foi se tornando mais comum, principalmente na Europa e se tornou algo cultural, espalhando-se até a Ásia e, posteriormente, à América. Contudo, a história da água-de-colônia começa na região de Colônia, na Alemanha.

Já o perfume, mais ou menos como é conhecido hoje, teve origem na Itália, no período do Renascimento. A partir disso, a indústria da perfumaria passou a crescer e alcançar lugares mais longes e se espalhar pelo mundo.

A primeira água-de-colônia

Há séculos, o italiano Johann Maria Farina (1685-1766), que trabalhava na empresa farina Gegenüber, buscava por um perfume que fosse inovador e diferente de tudo que já havia na época, que costumavam ter fórmulas fortes. Manipulando composições, ele fez o que seria a primeira água-de-colônia, em 1709.

Dessa forma, a descoberta começou a se popularizar por ser mais fresca, apesar de sua fórmula ter entre 4% a 8% de perfume — a composição atualmente fica em torno de 5%. Com isso, a colônia se espalhou e ganhou fama no mundo inteiro, o que a fez ganhar o título de um dos primeiros perfumes comerciais da história.

O mais incrível é que a colônia original continua sendo produzida, com o mesmo aroma que tinha na sua criação no século XVIII! Com um cheiro cítrico, a fragrância já foi usada por famosos como Mozart, o escritor Oscar Wilde, Napoleão e até mesmo a Princesa Diana se perfumava com a água-de-colônia Farina.

3. Quais as diferenças entre água-de-colônia e perfume?

Essa é uma dúvida levantada com frequência. Afinal, ambos são usados para se perfumar e têm aromas prazerosos, certo? Entretanto, as diferenças entre os produtos passam desde a composição, aplicação, quantidade e outras distinções. Cada pessoa também um aroma natural, e o organismo também determina se aquele aroma terá maior ou menor fixação, entre outras questões.

Tanto a água-de-colônia quanto o perfume são fabricados utilizando diferentes técnicas. A quantidade de essências, de álcool, o volume e outros ingredientes é o que faz a diferença, o que resulta em um perfume ou em uma água-de-colônia.

Por isso, o melhor a se fazer é conhecer mais sobre cada um dos produtos para saber qual a melhor opção. Veja as características para diferenciar os dois.

Colônia

Como já apontado anteriormente, a água-de-colônia é mais leve e, por isso, a sua composição do produto e sua suavidade são as principais características. A concentração de fragrância nela chega fica entre 2% e 5% de perfume puro, o que a faz também ganhar o nome de “body splash”, uma vez que pode ser espirrada em todo o corpo sem culpa e exagero.

Por ser composta de óleos mais cítricos e pela pequena quantidade, elas evaporam com mais facilidade, além de ter uma concentração de álcool menor. Quanto maior o grau e a presença de álcool na fórmula, maior volátil ele será, porém terá mais pureza e sua fixação também será melhor.

Com essa composição mais leve, a colônia é uma excelente alternativa para quem sofre com alergias e problemas de pele, já que a essência é diluída e não contém aromas muito intensos que podem desencadear reações alérgicas.

Outra vantagem é a sua versatilidade, em que se pode usar em qualquer momento do dia ou até mesmo antes de dormir, como um desodorante para o corpo. Além disso, já é possível encontrar no mercado uma série de cosméticos veganos e outros tipos, inclusive águas-de-colônia!

Perfume

Indo na contramão da delicadeza da água-de-colônia, os perfumes têm fragrâncias mais fortes e alta concentração de essências. Conhecida em francês como parfum, a fórmula do produto conta com um volume que fica entre 18% a 35% do volume total. Em outras concentrações já se recebe nomenclaturas diferentes, como eau de parfum ou eau de toilette.

Essa concentração consequentemente influencia em sua fixação na pele, que pode durar de 8 a até 24 horas — dependendo de fatores como o organismo de quem usa e questões externas, como suor e outros aspectos.

A composição de um perfume é feita por uma mistura de óleos, álcool, solvente e água em diferentes medidas. Os óleos são a fragrâncias, que conferem o odor agradável e são dissolvidas em solventes como o etanol e, além disso, é adicionado um fixador para que a essência não evapore e tenha maior durabilidade no frasco e na pele de quem usará o produto.

A essência mais pura dos perfumes os tornam aromatizantes mais sofisticados, o que também reflete em seu preço. Porém, ao contrário da água-de-colônia, basta uma pequena quantidade em algumas partes do corpo para ter um bom efeito. Portanto, o exagero exagerado pode ter um resultado desagradável.

CONFIRA AQUI OS PERFUMES NATURA

4. Onde usar a água-de-colônia?

O cheiro mais ameno proporcionado pela água-de-colônia a torna uma excelente opção para usar no dia a dia. É possível aplicá-la no início da manhã e seguir com a rotina, indo ao trabalho, escola, mercado, em reuniões e outros tipos de compromissos sem problemas. O frescor nos dias quentes é um dos principais destaques e o que faz com que esse tipo de produto seja tão gostoso de se usar.

A escolha da água-de-colônia certa é como escolher maquiagem. Cada pessoa tem um gosto pessoal, o que muda seu olfato e os aromas que julga agradável. Mas é necessário observar que as fragrâncias mais cítricas tendem a evaporar com mais facilidade e passam mais rápido. As que têm fundos frutados, florais e amadeiradas duram mais que as cítricas, mas são as adocicadas e orientais que podem fixar na pele por até 5h.

Mas se você deseja uma duração mais prolongada, existem truques simples para não precisar reaplicar a colônia em intervalos tão curtos. Um deles é usar um hidratante que tenha a mesma fragrância, pois o cheiro fica mais intenso.

Um banho com água quente também é uma boa alternativa, abrindo os poros e ajudando a penetração do aroma na pele. Contudo, os produtos não devem ser passados nas mesmas regiões, pois um pode dificultar a absorção do outro, produzindo um efeito reverso.

5. Em quais partes do corpo aplicar?

Algumas pessoas acreditam que quanto mais colônia passar, mais ficarão cheirosas. Ou que passando o produto nas roupas a fixação será maior e poderão usufruir do aroma por mais tempo. Contudo, o segredo é aplicar principalmente em pontos estratégicos, onde o perfume se mistura ao odor natural e é expelido com mais eficiência.

Onde aplicar

Entre os pontos essenciais estão os pulsos e atrás das orelhas. Porém, como a colônia é mais leve, ela também pode ser aplicada em outras partes do corpo, e é por isso que também é chamada de “body splash”.

Portanto, o uso em locais como pescoço, peito, têmporas e braços também é bem-vindo, até pela sensação refrescante que ela tem o intuito de promover. É preciso estar com a pele limpa e não aplicar a água-de-colônia em cima de outros produtos, dessa forma o resultado será mais positivo e não influenciará em seu cheiro.

A quantidade

Como a concentração de fragrância é baixa, a colônia permite aplicá-la sem restrições, até mesmo em grandes quantidades. Não é à toa que elas costumam ser fabricadas em frascos maiores, uma vez que o uso em abundância é muito comum. Pela sua duração mais curta, a reaplicação também é necessária após algumas horas.

A distância para a aplicação também é importante, e o borrifamento deve ser feito a alguns centímetros para que o líquido espalhe pela superfície da pele. Após espirrar a colônia não é necessário esfregar ou passar as mãos, apenas deixe o produto secar naturalmente e aderir à pele. Assim que perceber que o aroma já passou ou que já se passaram horas da aplicação, dê algumas borrifadas novamente.

Após o banho, nada como aplicar o produto para prolongar a sensação mais refrescante e de limpeza. Para isso, a LM Gomes tem água-de-colônia com fragrâncias variadas que agradam diferentes gostos, basta procurar pelas características que mais agradáveis para você e escolher a sua favorita.

Porém, se você precisa de um auxílio, conheça a água-de-colônia Bionat Herbal SPA com a fragrância de lavanda e sinta a sensação de bem-estar!

Conheça a linha Herbal da Bionat
CONFIRA AQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *